8D – Conceitos e Aplicação

Written by | Dicas, Home, News, Novidades

Premissas iniciais

Tenho observado uma maior aceitação e aplicabilidade da ferramenta 8D nas organizações nos últimos anos. Essa conclusão me veio por vários meios de comunicação, em networking com amigos, observações das exigências de conhecimentos e capacitação de profissionais sobre a disciplina e nas atuais exigências mercadológicas para quem busca uma recolocação no mercado de trabalho. Tal constatação me leva a concluir que as organizações estão começando a entender a utilidade dessa poderosa ferramenta, a qual pode tornar-se uma fonte geradora de resultados positivos quando aplicada corretamente.

Entendendo as oito disciplinas de resolução de problemas (8D)

8D é um método de solução de problemas usado globalmente, principalmente nas indústrias, por Engenheiros de Qualidade e Gerentes de Operações. O objetivo deste método de resolução de problemas 8D é identificar, corrigir e prevenir problemas que afetem os clientes e a eficiência operacional. Trata-se de uma abordagem de resolução de problemas muito semelhante ao ciclo PDCA (Plan – Do – Check – Act).

8D significa 8 Disciplinas. É uma metodologia que enfatiza que “Nenhum problema deve se repetir, mas corrigido permanentemente”.

O Método de Resolução de Problemas 8D evoluiu originalmente durante a Segunda Guerra Mundial. Mas tornou-se uma metodologia oficial em 1974, quando foi usada pelo governo dos EUA nas suas operações militares como a “Força Militar 1520”. Mais tarde, ela foi adaptada e popularizada pela Ford Motors com pequenas modificações.

Como o próprio nome indica, 8D tem 8 disciplinas que qualquer processo ou operação pode seguir para solucionar problemas. A saída da aplicação da metodologia 8D é um relatório chamado “Relatório 8D” o qual registra os problemas, a(s) causa(s) raiz e as ações corretivas.

Quando devo aplicar a metodologia 8D?

A metodologia 8D é comumente aplicada nas seguintes situações:

  • Na descoberta de problemas relacionados à segurança e/ou regulamentares;
  • Nas reclamações de clientes e/ ou quando queremos reclamar para o fornecedor;
  • Quando os indicadores de falhas ficaram acima do esperado (ocorrência de muitos defeitos);
  • Alto índice de reprovação, desperdícios, scrap de material e peças (sucata), performance insatisfatória dos processos, presença de ocorrência de falhas consideradas inaceitáveis, etc.

Citei alguns exemplos de onde você pode aplicar a metodologia 8D, todavia nada o impede de aplicá-lo em outras situações que julgar conveniente, contanto que vá até o final.

Abaixo estão os D’s na abordagem 8D

1D – Formação da Equipe

2D – Descrição do Problema

3D – Ações de Contenção (ou Ações Provisórias ou Imediatas)

4D – Análise da Causa Raiz

5D – Ações Corretivas

6D – Validação das Ações Corretivas

7D – Identificar e implementar ações preventivas

8D – Reconhecimento individual e da equipe

Aplicando a metodologia 8D

1D – Formação da equipe

O primeiro e principal passo, não apenas no 8D, mas também no início de qualquer projeto, é a Formação de Equipe, pois qualquer projeto ou operação não pode obter êxito sem uma equipe formada pelos profissionais certos. Essa equipe selecionada precisa estar comprometida, ser competente, coordenada, multifuncional e com representantes de todas as áreas, bem como, ter conhecimento da metodologia 8D.

2D – Descrição do Problema

Depois de selecionado a equipe, nossa atenção deve se voltar para o detalhamento do problema. A equipe deve coletar todos os detalhes possíveis sobre o problema, para que haja um completo e profundo entendimento do problema. Todos os detalhes devem ser baseados em dados e fatos.

3D – Ações de Contenção Provisória

Uma vez feito a Descrição do Problema, antes de partir para as análises e estudos, a equipe deve conter os efeitos do problema, evitando que o mesmo chegue até os clientes. Esta fase, pode envolver ações como segregação dos itens afetados, substituição de peças defeituosas, bloqueio dos itens para a venda dentre outras ações voltados para proteger os clientes. O objetivo principal deste passo é evitar que o problema atinja o mercado e os clientes, o que pode resultar em uma desvantagem competitiva e reduzir a fidelidade do cliente.

4D – Análise da causa raiz

Depois de tomar ações de contenção, a equipe deve focar na identificação da causa raiz (ou causas raízes) do problema. Métodos e ferramentas como 5W2H, Brainstorming, Diagrama de Causa e Efeito, Análise de Pareto, As 7 ferramentas da Qualidade e novas ferramentas da Qualidade, podem ser usadas para identificar a causa raiz. O ponto importante a ser observado é: qualquer método usado para a análise da causa raiz, deve sempre ser baseado em dados e fatos.

5D – Ações Corretivas

Depois de encontrar a causa raiz, a equipe deve planejar (formular) as ações a serem tomadas para corrigir o problema. Ferramentas como brainstorming, diagrama de afinidade e outras, podem ser usadas.

6D – Validação das Ações Corretivas

Depois de chegar às ações corretivas, a equipe deve validar se as soluções encontradas são efetivas. Existem várias ferramentas para isso, como testes de confiabilidade, testes de vida, simulação, etc., disponíveis para esse fim. Em seguida, após a aprovação (validação) nos testes, a solução pode ser implementada no processo.

7D – Ação Preventiva

Quando tiver certeza de que a solução permanente resolveu o problema, junte sua equipe novamente para identificar como evitará que o problema se repita no futuro.

Você pode precisar atualizar os padrões, políticas, procedimentos ou manual de treinamento de sua organização para refletir a nova correção. Você provavelmente também precisará treinar outros no novo processo ou padrão. Finalmente, você precisará considerar se deve mudar suas práticas ou procedimentos de gerenciamento para evitar a recorrência.

8D – Reconhecimento Individual e da Equipe

Uma vez que o problema esteja completamente resolvido, a equipe e os colaboradores que contribuíram devem ser apropriadamente reconhecidos e recompensados. Isso irá atuar como um fator de motivação para outros funcionários.

Estas são as etapas da metodologia 8D. Para resumir, 8D é uma metodologia holística, sistemática e comprovada para resolução de problemas.

Exemplo de um Relatório 8D

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Benefícios quando aplicamos 8D

O 8D, quando aplicado corretamente pode trazer inúmeros benefícios, dentre eles podemos destacar:

  • Desenvolvimento das habilidades de resolução de problemas quando tratados em equipe;
  • Maior conhecimento sobre como estruturar um problema para resolvê-lo;
  • Implementação de um banco de dados de histórico de falhas e lições aprendidas para evitar problemas no futuro;
  • Um entendimento melhor sobre o uso de ferramentas estatísticas necessárias para resolver problemas;
  • Uma maior eficácia e eficiência na resolução de problemas;
  • Um entendimento prático de como da Análise de Causa Raiz;
  • A organização pode adotar em seus processos, as lições e os esforços aprendidos na resolução de problemas. Conhecimento não tem preço;
  • Desenvolvimento das habilidades para implementar ações corretivas e melhorias;
  • Desenvolvimento da capacidade de identificar mudanças sistêmicas necessárias e prover as ferramentas necessárias, incluindo suporte;
  • Adoção de uma comunicação mais franca e aberta durante as reuniões de solução de problemas. Isso contribui para o aumento da eficácia;
  • Uma melhor compreensão sobre gestão de problemas e a forma de solucioná-los.

Conclusão

De uma forma geral, a metodologia 8D foi desenvolvido para apresentar as melhores práticas na solução de problemas. Portanto, quando executada corretamente, essa ferramenta não apenas melhora a qualidade e a confiabilidade de seus produtos e/ou serviços, mas também prepara a sua equipe e a sua organização para problemas futuros.

Um grande abraço e sucesso a todos!

Francinei Rodrigues é especialista em qualidade, com mais de 16 anos de experiência na área de qualidade e processo de manufatura.”

Last modified: 21 de maio de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *